zaciss

Num novo momento...

Textos

A dialética dos sons

De cá ouço o silêncio
que saltita entre o vento.
Medito sobre a liberdade,
entre leituras...
num tom de sobriedade.
Ao longe,
o coral uníssono.
O som dialético.
Muitas vozes
de mil detentos.
Meu estar...
tornou-se sombrio.
Com a alma solta,
sem chaves, sem horas.
Mas as trancas devolvem
o olhar para a liberdade,
prescrita no cenário,
moribundo,
bem ao fundo,
transfigurado,
pelas misérias deste Mundo
!
zaciss
Enviado por zaciss em 01/12/2008
Alterado em 03/08/2018
Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras